Regresse ao escritório em segurança
O seu Local de Trabalho

Regresse ao escritório em segurança

Ao fim de várias semanas de quarentena algumas empresas, que de alguma forma conseguiram tornar virtual o seu dia a dia de trabalho, começam a pensar em regressar ao escritório, numa tentativa de aos poucos começar a voltar à normalidade.

Mas que cuidados adicionais devem empresas e colaboradores ter, para além dos básicos que já estavam a ser tomados em casa? Antes de regressar, espreite algumas dicas de como o fazer com o máximo de segurança.

O regresso

Antes de mais, a manutenção de todos os colaboradores em tele-trabalho, sempre que o tipo de atividade o permita, continua a ser a medida de segurança preferencial. Mas caso a sua empresa esteja a pensar regressar ao escritório, aconselhamos então que esse regresso seja feito com calma e de forma faseada.

Opte por ter as equipas alternadas em 2 ou mais grupos, dependendo da lotação do escritório para garantir a distância mínima entre colaboradores, mantendo pelo menos uma parte da equipa em tele-trabalho enquanto a outra regressa ao escritório. Assim pode reduzir a percentagem de pessoas infetadas caso surja algum caso, pois um grupo não estará em contacto com o outro.

Garanta que todo o escritório é devidamente desinfetado entre a troca de equipas e que não existem visitas não programadas ao escritório ou membros a transitar entre equipas – os grupos devem ser sempre fixos.

Para garantir a melhor continuidade da atividade em caso de contágio, tente dividir a equipa de forma a que pessoas com as mesmas funções se dividam entre escritório e tele-trabalho, para que tenha sempre quem assegure determinadas funções. Na escolha das equipas, comece por deixar regressar pessoas que não pertencem aos grupos de risco.

" width=

A caminho do trabalho e no regresso a casa

A segurança deve começar logo ao sair de casa. O uso de luvas é recomendável, ou em alternativa pode usar um lenço de papel para manusear tudo o que esteja em locais públicos, como portas, elevadores, transportes públicos ou outros. Depois de usadas as luvas e os lenços devem ser sempre descartados em segurança.

Nos transportes ou a pé, evite tocar onde não for necessário, tente sempre manter pelo menos 1,5m de distância das outras pessoas e em espaços fechados é muito recomendável o uso da máscara. De carro, antes e depois de o usar, desinfete todos os componentes onde toca mais com as mãos, como o volante, manípulos e puxadores, principalmente se partilhar o carro com outros colaboradores. Abra ligeiramente o vidro em vez de ligar o ar condicionado. Se não se puder deslocar sozinho, evite levar mais do que um passageiro no carro, que deve viajar no banco de trás.

No escritório

Quem seja responsável por um escritório ou empresa deve começar por garantir que os seus colaboradores têm todas as condições para regressar em segurança. Por mais cuidados que individualmente todos possam ter, existem condições que só a empresa pode assegurar.

Antes de mais, garanta que só regressa ao escritório quem estiver em condições para tal – implemente medidas de controlo para todos à chegada ao escritório, como a medição da febre com um termómetro digital ou de infravermelhos e relembre regularmente todos os colaboradores que devem reportar, antes de voltar ao escritório, quaisquer sintomas suspeitos, como febre ou tosse, ou qualquer situação de contágio com que possam ter estado em contacto. Se estiverem no escritório, devem dirigir-se para uma área de isolamento previamente definida e contactar o SNS – este procedimento de como agir em caso suspeito deve ser previa e claramente definido antes do regresso ao escritório e amplamente comunicado a todos os colaboradores, para que todos saibam sempre como agir em caso suspeito.

Assegure que todos têm à sua disposição o que precisam para a correta higiene das mãos, tão importante nesta fase, como sabão e toalhetes de papel. Se ainda não o fez, afixe nas casas de banho as recomendações da Direção-Geral de Saúde sobre a lavagem das mãos e informe os colaboradores sobre os momentos em que é indispensável a lavagem das mãos ou desinfeção, como antes e após a remoção da máscara e das refeições, ou após o manuseamento de quaisquer equipamentos partilhados ou objetos muitos manuseados, como telemóveis e canetas.

" width=

Tenha ainda desinfetante à disposição de todos nas áreas comuns e, se se justificar, luvas de nitrilo, máscaras e um contentor fechado para descartar ambas em segurança. Evite tocar nos equipamentos com as mãos, use um lenço de papel e descarte-o em seguida. Todos devem lavar ou desinfetar as mãos à chegada ao escritório, sejam colaboradores ou visitantes.

Garanta que a lotação máxima do escritório não é ultrapassada considerando o número máximo de colaboradores que podem estar no espaço em simultâneo garantindo a distância mínima entre de 2m entre cada pessoa / posto de trabalho – reorganize as secretárias se necessário, pois deve ser privilegiado o trabalho lado a lado, na diagonal ou de costas, em detrimento do frente a frente. Apesar da distância, o uso de máscara em espaços fechados com várias pessoas é altamente recomendável.

Opte por controlar e limitar o acesso dos colaboradores a áreas habitualmente comuns, como copa, refeitórios ou salas de pausa ou café. Crie regras, um número limite de utilizadores e horários mais alargados. Lembre-se que não devem ser partilhados utensílios, como pratos e talheres, a não ser que possam ser lavados a altas temperaturas entre utilizações.

Se a limitação do espaço face ao número de colaboradores assim o obrigar, retire mesmo o acesso a estes espaços. No caso da copa, por exemplo, pode optar por criar um espaço arejado para colocação dos microondas e permita que os colaboradores possam comer no próprio posto de trabalho – sabemos que comer na secretária não é a solução ideal, mas nesta fase é aconselhável evitar ao máximo a partilha de equipamentos e espaços muito fechados.

Para compensar, organize previamente momentos de pausa, preferencialmente num espaço exterior ao escritório se existir, em momentos pré-definidos e desfasados entre equipas para evitar aglomerados e garantindo sempre a distância de segurança dos outros colegas – afixe sinalética própria para relembrar estes procedimentos.

Nas áreas em que não existe mesmo alternativa à utilização comum, como casas de banho, elevadores, corredores e escadas, garanta que os espaços são regularmente limpos e desinfetados ao longo do dia, para segurança de todos.

" width=

Mantenha sempre todas as salas devidamente arejadas com portas e janelas abertas, evitando ao máximo o uso do ar condicionado.

Evite manusear e trocar papéis desnecessariamente ou outros utensílios muitas vezes partilhados, como agrafadores ou furadores. Se não tiver alternativa, desinfete bem antes e depois de usar.

É ainda aconselhável evitar ao máximo reuniões presenciais, especialmente entre muitos colaboradores, bem como fazer ou receber quaisquer visitas não essenciais de clientes ou parceiros. Se o fizer, garanta que estão presentes apenas as pessoas indispensáveis e não se esqueça de garantir a distância de segurança entre todos e os respetivos equipamentos de proteção individual.

Manter os cuidados básicos

Acima de tudo não devem ser esquecidos os cuidados básicos que já estavam a ser tidos durante o isolamento ou quarentena, recomentados pela Direção-Geral de Saúde:

  • quando espirrar ou tossir tapar o nariz e boca com um lenço de papel ou o antebraço;
  • lavar frequentemente as mãos com sabão durante pelo menos 20 segundos, ou utilizar uma solução à base de álcool, especialmente quando chegar e sair do trabalho;
  • evitar levar as mãos à cara;
  • manter a distância social de todos, evitando quaisquer cumprimentos que impliquem toque;
  • ao chegar a casa deixar os sapatos à porta, lavar ou desinfetar as mãos e objetos pessoais antes de tocar em qualquer superfície, ou preferencialmente tomar um banho, e se possível lavar diariamente a roupa usada, acima dos 40º.

 

Garanta que todos os colaboradores têm presentes todas as medidas de segurança e sabem perfeitamente como agir em cada situação – crie materiais de apoio e ações de sensibilização. Toda a informação que necessitam para estar em segurança está disponível em https://covid19.min-saude.pt/.

Ainda nos espera um período longo de adaptação a uma nova forma de viver e trabalhar. Todos queremos regressar à normalidade o quanto antes mas lembre-se que acima de tudo devemos regressar todos em segurança.