Qual é a importância de ter uma caneta e uma agenda em papel?
Dicas e Sugestões

Qual é a importância de ter uma caneta e uma agenda em papel?

Durante anos, a agenda em papel foi a ferramenta organizacional de eleição, mas os avanços tecnológicos fizeram com que, hoje em dia, seja praticamente impossível encontrar uma na maioria dos escritórios. Claro que é mais avançado armazenar tudo digitalmente ao invés de numa agenda normal, mas será que isso representa necessariamente uma melhor organização?

Fizemos uma análise para identificar as situações onde poderá ser mais benéfico anotar os seus compromissos e prazos numa agenda física, e as principais áreas onde o papel triunfa sobre o digital.

Personalização

Quando se trata das suas notas e compromissos, cada pessoa pode criar um sistema que seja exclusivo seu, desde que funcione.

Privacidade

Uma agenda é uma coisa pessoal que contém informações confidenciais. Ainda vigora a regra implícita, que estabelece que não se deve mexer na agenda de outra pessoa, a menos que haja uma emergência. Pelo contrário, as agendas eletrónicas são compartilhadas, o que obviamente tem os seus benefícios quando se trata de agendar reuniões, mas isso pode fazer com que uma pessoa sinta que estão a invadir o seu espaço.

Sempre à mão

As agendas digitais podem estar consigo onde quer que vá. No entanto, se estiver em movimento, é ainda mais rápido folhear as páginas de uma agenda de papel para ver uma data do que desbloquear um smartphone e tocar em todas as opções de menu antes de finalmente encontrar a informação de que precisa.

Não há espaço para erro

Já todos passámos pela experiência de depositar toda a nossa confiança na tecnologia e, depois, apercebermo-nos que foram, misteriosamente, eliminadas informações e datas da nossa agenda. Com uma agenda em papel ou organizador pessoal, tudo é registado e jamais é eliminado. Neste aspeto, a caneta e o papel são muito mais fiáveis do que os seus homólogos digitais.

Criatividade

Escrever os acontecimentos à medida que estes acontecem é uma boa forma de planear e criar estratégias. Colocar ideias no papel oferece benefícios que não estão presentes no mundo digital. Os desenhos e as listas feitas numa agenda podem dar azo à criatividade e uma pessoa até pode ativar o seu subconsciente ao desenhar no papel uma ou mais ideias, podendo também organizar as suas ideias com algumas canetas de cor.

Prazer visual

As pessoas que ainda usam agendas em papel sabem que há algo de mágico quando recebem a agenda para o novo ano: – as páginas em branco, prontas a serem preenchidas com datas, ideias e notas importantes. São pensamentos e sentimentos que ficam registados e aos quais será sempre possível voltar ou utilizar como um ponto de referência.

Naturalmente, que a escolha entre uma agenda digital ou agenda em papel, se trata sobretudo de uma preferência pessoal. Ambas apresentam vantagens e quer prefira planear as suas semanas no papel ou em formato eletrónico, tem é de escolher aquela que se adequa melhor a si e à sua rotina.